Rede municipal de ensino do Jaboatão espera 69 mil alunos na volta às aulas

   Os alunos da rede municipal de ensino do Jaboatão dos Guararapes voltaram às aulas nesta terça-feira (6). De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, 69 mil estudantes são aguardados nas 143 unidades de ensino do município, incluindo CMEIs (Centro Municipal de Educação Infantil) e creches.

   Com foco na alimentação saudável, uma das novidades que os discentes encontrarão neste primeiro dia de aula é a mudança do cardápio escolar. Atendendo às diretrizes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), a partir de hoje, as unidades escolares do Jaboatão receberão diariamente uma refeição diferente e mais saudável, sem embutidos como a salsicha e com redução de açúcar.

   Acompanhando de perto a alteração do menu escolar, a nutricionista da rede municipal de ensino Michelle Vanilly explicou que foram elaborados 12 cardápios no total. “Nossos alunos receberão refeições variadas durante todos os dias da semana. Além disso, o prato servido varia de acordo com a idade da criança, porque cada faixa etária tem uma necessidade nutricional diferente”, apontou. Segundo Michelle, outra preocupação da atual gestão foi inserir mais frutas e verduras nas refeições dos estudantes, assim como aumentar o consumo de feijão.

   Maria Eduarda, aluna do 9º ano da Nossa Escola, já sente a diferença: “A comida está muito mais gostosa que a do ano passado. Agora tem suco, fruta… Eu demoro mais a ficar com fome e consigo prestar mais atenção às aulas”.

Trânsito

   Para desobstruir as principais vias do município, agentes de trânsito da Prefeitura montaram para as próximas semanas a “Operação Volta às Aulas”. De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura, o objetivo é orientar os pais para que respeitem as regras de trânsito na hora de levar seus filhos à escola, preservando o fluxo das vias e a segurança de todos.

   Segundo Felipe Correia, gerente de trânsito do Jaboatão, a atividade começou na última quinta-feira (1º), quando se iniciou o ano letivo na rede particular de ensino. “Reforçamos a frota para atender à demanda natural da rede municipal”, explicou. Correia esclarece que o objetivo principal da ação não é punir os condutores que estiverem infringindo a lei, e sim nortear os motoristas, com foco na fluidez do trânsito.

X